9 dicas básicas para cultivar você mesmo a maconha

Written by on 9 agosto, 2022

Mota, Juanita, Juanita, Mary Jane, Maria, o que quer que você chame de sua maconha, temos certeza de que você gostaria de começar seu próprio cultivo.

Embora cultivar maconha não seja complicado, você precisa se preparar para isso. Para ajudá-lo em seu processo de aprendizagem, lhe daremos algumas dicas simples e básicas.

1- Escolha as sementes mais adequadas para você

Se você tem pouca experiência no cultivo de maconha, é melhor escolher sementes que sejam fáceis de semear. Por exemplo, as sementes autoflorescentes podem ser uma opção muito boa. Certifique-se de obter a variedade mais adequada ao ambiente onde você vai plantar.

2- Decida se você vai cultivar dentro ou fora de casa

Planeje o tipo de cultivo que você vai criar. Se você optar por crescer dentro de casa, isto lhe permitirá ter mais controle sobre fatores como iluminação, umidade ou temperatura. Entretanto, este tipo de plantio requer mais manutenção.

O cultivo ao ar livre tem suas vantagens, por exemplo, se você plantar suas plantas diretamente do solo, suas estirpes de maconha terão mais espaço para crescer, portanto, tendo plantas maiores, você poderá ter maiores rendimentos. A desvantagem é que o cultivo de maconha ao ar livre é mais propenso a danos por pragas e doenças.

3- Escolha o meio de cultivo

Você pode escolher vários meios de cultivo de maconha, como hidroponia ou solo, cada um deles lhe oferece benefícios.

Para aqueles que têm pouca experiência no plantio de maconha, o cultivo do solo é recomendado, pois além de ser econômico e acessível, geralmente é um meio fácil de trabalhar. Certifique-se de que a textura do solo seja leve e arejada e que tenha boa drenagem.

4- Tenha cuidado com a falta ou excesso de rega

Um erro comum que alguns cultivadores cometem é o de regar demais suas plantas, o que pode fazer com que as raízes não respirem adequadamente e é uma das principais causas de podridão das raízes.

Da mesma forma, o submerso pode ter conseqüências negativas para suas plantas. Certifique-se de que o solo esteja seco o suficiente antes de regar sua maconha novamente.

5- Vigie constantemente suas plantas

Ao cultivar sua própria cannabis, é importante manter um olho constante em suas plantas.

Fique atento a quaisquer sintomas ou mudanças que suas tensões possam apresentar, tais como mudanças de cor e deformações foliares. Se você notar um sinal de alerta, aja rapidamente.

6- Evite a poluição luminosa durante a floração

Quando suas meninas estiverem na fase de floração, você deve certificar-se de que elas não sofram com a poluição luminosa. Dependendo se você cresce dentro ou fora de casa, tenha cuidado com a iluminação de lâmpadas de rua ou com fugas de luz na tenda de cultivo.

Lembre-se que se as plantas receberem luz durante o fotoperíodo noturno, isso pode evitar que elas floresçam, fazendo com que fiquem estressadas e até mesmo hermafroditas.

7- Higiene

Para reduzir o risco de pragas e fungos na plantação, é necessário manter a higiene em toda a área de cultivo. Naturalmente, você também deve cumprir com outras condições, como o uso de utensílios desinfetados e roupas limpas, entre outras.

8- Seja discreto, mantendo o odor sob controle

Um dos fatores que pode dar a sua plantação interior é precisamente a forte fragrância da maconha. Uma alternativa para evitar isto é o uso de um filtro de carbono. Esta ferramenta o ajudará a neutralizar o odor produzido em sua plantação.

Ao ar livre, para minimizar ou disfarçar os odores da maconha, uma grande idéia é plantar sua maconha ao lado de outras espécies de plantas aromáticas, como a lavanda.

9- Adquira as ferramentas básicas para a colheita

Antes de começar a colher suas flores, você deve ter todos os materiais necessários.

Obtenha algumas luvas de nitrilo ou látex (sem pó), uma tesoura de poda afiada, um grande tabuleiro ou recipiente plástico para colocar os galhos cortados.

Não deixe de preparar seu espaço de trabalho e limpar suas ferramentas.


Current track

Title

Artist