Conselhos sobre o cultivo de cannabis em armários

Written by on 29 setembro, 2021

Os armários de cultivo interno são uma excelente ferramenta para o cultivo da maconha, mas como cultivá-la em armários? Aqui estão algumas dicas.

1) Iluminação

A iluminação é essencial no crescimento da cannabis, portanto é preciso usar o tipo e a potência correta (dependendo do período em que a planta está), e saber a época em que deve durar ligado ou desligado.

Para o cultivo, algumas pessoas indicam que as luzes devem ser colocadas entre 50 e 60 cms das plantas (com lâmpadas de sódio de 600 watts) ou pelo menos 35/40 cms (com lâmpadas de sódio de 400 watts). Além disso, à medida que a planta cresce, elas devem ser levantadas, certificando-se de manter essa mesma distância das pontas da maconha.

Existem diferentes modelos de luzes específicas no mercado, tais como lâmpadas HPS e HM, equipamentos LED, CFL e fluorescentes, entre outros, de modo que você tem diferentes alternativas que podem ser adaptadas às suas necessidades.

2) Ventilação e extrator 

Ventilação e renovação do ar são muito relevantes. Tente garantir que o ventilador esteja sempre ligado, enquanto a luz está acesa. De qualquer forma, o tempo em que deve permanecer ligado ou não, varia muito de acordo com o período em que a planta está e outros fatores como temperatura e umidade.

Quanto à ventilação, ela permitirá remover o ar dentro do armário de cultivo que evitará a formação de bolsas de ar quente ou frio, e proporcionará múltiplos benefícios para a maconha.

3) Temperatura e umidade

Estes fatores devem ser constantemente monitorados. A temperatura ideal está entre 20 e 28ºC, mas não deve ultrapassar 31ºC de temperatura máxima, nem estar abaixo de 17ºC de temperatura mínima.

Além disso, a higrometria (umidade relativa do ar) deve normalmente estar entre 40 e 60 %. E, e da mesma forma, não deve ser permitido exceder o máximo de 75%, nem ser inferior a 30%.  Lembre-se de que a umidade provoca o aparecimento de fungos.

4) Rega e fertilização

Uma vez que você tenha se assegurado de ter a iluminação correta e, é claro, controlado outros fatores, você está pronto para começar a cultivar sua cannabis no armário.

A primeira coisa que você precisa fazer é escolher a variedade que deseja plantar e, em seguida, determinar como você vai alimentá-la. Existem vários meios de cultivo, como hidroponia, a partir do solo ou fibra de coco, e dependendo de cada um deles, você pode determinar o tipo certo de fertilizante.

No cultivo do solo, uma vez feito o transplante, as mudas de cannabis e as estacas precisam de muita irrigação, mas tenha em mente que para regar novamente, é sábio esperar que o substrato perca quase toda a umidade.

Como com os outros fatores, a regularidade da rega varia de acordo com o estágio pelo qual a cannabis está passando.

Com relação ao fertilizante, é aconselhável fertilizar a cada segundo de rega quando se trata de plantações onde o substrato está disponível. Neste sentido, na primeira rega e depois, água e fertilizar na próxima vez.

Por outro lado, se for fibra de coco ou sistemas hidropônicos, fertilizar cada rega (pH 5,5-6) e tentar fazer os fertilizantes de acordo com a dosagem e as tabelas recomendadas pelo fabricante.

5) Evita pragas

A prevenção é sem dúvida um elemento fundamental para evitar o aparecimento de pragas e agentes indesejáveis; portanto, é importante que você faça um plano, a fim de controlar o que acontece em seu crescimento.

Verifique regularmente suas plantas e preste muita atenção ao seu desenvolvimento, desta forma você detectará qualquer irregularidade.

 

 

 

 


Current track

Title

Artist